Seguidores

domingo, 1 de janeiro de 2012

A última valsa...

(últimos versos)
 
Dançava ao som de uma valsa lenta
Como  uma estrela, luz de purpurinas
Suas vestimentas, coloridos véus
Será uma menina aos quase cinqüenta,
Será de cristal ou de papel,
Origami de crepom?
Porque dançar ao som
De uma valsa triste
Se tudo que existe é interrogação?
A  última valsa... Tirando a máscara,
Em cada passo, a escuridão
Do descompasso, desfazendo laços
Do seu coração.

A  última valsa...
E a bailarina...
Tão menina
A cada passo,
Apaga as luzes do salão

(©By Adilson S. Silva)
http://www.youtube.com/watch?v=VScQ6J6De-k
video

3 comentários:

  1. E a cada luz por ela apagada
    Fica em sua memória marcada
    A experiência feliz de sua vida!


    Belo versar a dança da vida, Adilson!

    Parabéns e Feliz Ano Novo...
    Um laço bem dado e um abraço beem apertado...com carinho...Mila.

    ResponderExcluir
  2. Agradeço o carinho e cordialidade
    que recebi nessa passagem de Ano.
    Todas as palavras não
    expressa meu carinho e gratidão.
    Obrigada por tanta sensibilidade de coração
    muito feliz venho agradecer.
    Uma linda semana a primeira de 2012.
    Beijos carinhos.
    Evanir.

    ResponderExcluir
  3. Linda valsa poética! Agradeço sua visita e carinho. Aproveito para desejar um 2012 construído a cada instante, passo, sempre com muita saúde, LUZ e amor!
    Beijuuss, estalados de novos, n.a.

    ResponderExcluir