Seguidores

sábado, 28 de julho de 2012

Motivos...


A chuva escreve um poema de amor
Como quem contempla o sol...
Das melancólicas almas no silêncio!

Pelas janelas,
Gotas de chuva batem e escorrem...
Como desejos que sempre nos mentem

Pela chuva, mais que vento
Como quem contempla o sol
O poema termina no papel,
Mas continua aqui dentro...

A chuva é um poema de amor...

(©by Adilson S. Silva)

Um comentário:

  1. "O poema termina no papel, mas continua aqui dentro..." perfeito!

    ResponderExcluir