Seguidores

terça-feira, 24 de julho de 2012

Ainda...

Perdeste-te no abissal do teu silêncio
E nas profundezas de tua existência,
Sem encontrares sentido para tuas agruras,
Nem nas amarguras, a sua essência...

O sem sentido habita o Hades,
Onde o meu amor encontras,
O que dizes é o que não sabes:
Palavras ainda não prontas...

Mas ainda existem flores,
O cheiro orvalhado do jasmim,
Sem ser bálsamo para tuas dores,
Ainda, o meu cheiro alecrim...


(©By Adilson S. Silva)

Um comentário:

  1. Talvez o cheiro de alecrim traga algum alívio... lindo poema!

    ResponderExcluir