Seguidores

terça-feira, 24 de julho de 2012

Saudades...

Saudades...
Abraça-me agora
Não digas nada...
Tanto faz...

Se és mar aberto,
Baia ou enseada,
Se és porto de partida ou chegada,
Se és Desatino,
Caminho ou caminhada...
Nau que se afasta,
Ou se aproxima do cais;
Se és ausência,
Ou reencontro,
Mensagens em garrafas,
Que uma única onda traz,
Tanto fez , tanto faz...

Abraça-me agora
Abraça-me apenas...
Tanto...tanto...tanto...
E não digas nada...
Tanto faz...
(©By Adilson S. Silva)

2 comentários:

  1. Quando a saudade abraça, não sobram espaços vazios...

    ResponderExcluir
  2. Quando a saudade chega, o silencio reconforta...

    abraço
    cvb

    ResponderExcluir