Seguidores

sábado, 22 de setembro de 2012

Outra vez, saudade...


Foto: Série: Poemas perdidos III
http://www.youtube.com/watch?v=UbPbeXl3wMc

Outra vez, saudade...

Os sonhos são infinitos
E os paraísos imaginários,
Tal como a fumaça desse cigarro,
Que acendo e apago...

Vez ou outra, a nostalgia
Visita meu passado, cheio de sombras,
Morto... Como um não querer sair,
Mas não sair é tão torto...

A saudade enche meu corpo de poesia,
Que o poema devora em metáforas,
Sem saber o que fazer...
Sintomas de saudade...
...e o amor que fica!

(©By Adilson S. Silva)

Série: Poemas perdidos III

Outra vez, saudade...

Os sonhos são infinitos
E os paraísos imaginários,
Tal como a fumaça desse cigarro,
Que acendo e apago...

Vez ou outra, a nostalgia
Visita meu passado, cheio de sombras,
Morto... Como um não querer sair,
Mas não sair é tão torto...

A saudade enche meu corpo de poesia,
Que o poema devora em metáforas,
Sem saber o que fazer...
Sintomas de saudade...
...e o amor que fica!

(©By Adilson S. Silva)

4 comentários:

  1. Oi, Adilson, seus poemas são sempre mui belos e de intensa sensibilidade, amigo; pena você não ficar no RL, fazem falta as suas letras por lá! Parabéns pelo blog e pelos poemas! Beijos na alma!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pela visita e comentario... farei uma visita em breve... abçs

      Excluir
  2. Belíssimo poema!
    As palavras são doces,sem perder a força.

    Bjs.

    ResponderExcluir